sexta-feira, 20 de novembro de 2015

O osso de Ishango

A Matemática é uma ciência que se desenvolveu com a participação de diversos povos e suas diferentes culturas. Os africanos contribuíram bastante para o desenvolvimento de conceitos fundamentais para a matemática. Um dos artefatos mais antigos já encontrados é o osso de Ishango que pode ter 25 000 anos.


Descoberto no ano de 1950, pelo geólogo belga Jean de Heinzelin e uma equipe de pesquisadores ao realizar escavações no Congo. Conforme Dirk huylebrouck: “O BASTÃO COMPORTA uma primeira coluna de entalhes unidas em pequenos grupos: de 3 a 6 entalhes; 4 e 8; 10; 5; e, finalmente, 7 entalhes. Duas outras colunas são constituídas por grupos de 11, 21, 19, 9 e 11, 13,17 e 19 entalhes.
Heinzelin via nesses entalhes um jogo aritmético: uma operação de duplicação dos números aproximada na primeira coluna, seguida do “ritmo” de 10=1, 20=1, 20-1, 10-1 e, na seguinte, os números primos entre 10 e 20.

Não se sabe ao certo por que esses registros numéricos foram feitos. Alguns acreditam que pode ser um calendário lunar, outros que são registros de um ciclo menstrual feito por mulheres.O que deixou os estudiosos perplexos foi que o bastão de Ishango é uma prova inconteste que os africanos já realizavam cálculos matemáticos 15 mil anos antes dos egípcios e 18 mil anos antes do surgimento da matemática na Grécia.

fonte: http://cnncba.blogspot.com.br/2008/04/as-africanas-as-primeiras-matemticas.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço seu comentário. Responderei o mais breve possível.